Loader
Qual o bairro ideal para você no Rio de Janeiro? - Global Packing
O Rio de Janeiro oferece todo tipo de paisagem para todo tipo de público e por isso vamos ajudar você a achar o seu lugar na Cidade Maravilhosa!
Rio de Janeiro, bairro, ideal, moving to Rio, Ipanema, Leblon, Copacabana, onde morar, carioca
1032
post-template-default,single,single-post,postid-1032,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-18.1,qode-theme-bridge,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.2,vc_responsive
 

Qual o bairro ideal para você no Rio de Janeiro?

Qual o bairro ideal para você no Rio de Janeiro?

Do Leme ao Pontal

Não há nada igual!

É o que diria o grande Tim Maia. Do Leme ao Pontal não há apenas uma variedade de praias como também uma enormidade de bairros. Abarcando mais de 150 bairros, o Rio de Janeiro oferece todo tipo de paisagem para todo tipo de público e por isso vamos ajudar você a achar o seu lugar na Cidade Maravilhosa!

Ipanema, Copacabana e Leblon

A qualidade de vida entre os bairros da Zona Sul é muito semelhante, principalmente o trio Ipanema, Copacabana e Leblon. Todos os três são bairros da elite carioca, recheados de bares, restaurantes e vida noturna à beira da praia, sendo ótimos lugares para se morar e passear no Rio.

Além da proximidade da região central, também contam com o acesso fácil às linhas de metrô e grande fluxo de ônibus, garantindo uma maior facilidade de deslocamento por transporte público pela região.

No entanto, enquanto bairros da zona mais cara e privilegiada do Rio, todos os três contam com um alto custo de vida. Tanto os aluguéis como os preços em geral das necessidades cotidianas são bastante caros.

O Leblon dos três é o mais caro, ganhando a posição de metro quadrado mais caro não só da cidade do Rio de Janeiro, mas de todo o Brasil! Ipanema é um pouco menos cara, mas confere o mesmo luxo e a mesma qualidade paisagística do Leblon. Além disso, Ipanema se encontra no meio da grande orla que abarca os três bairros, então é um local mais movimentado e que garante acesso fácil e rápido a essas três praias. Dos três, diria que o público de Ipanema é o mais jovem e aberto, sendo o bairro conhecido também por seus bares e boates gay friendly. Por fim, Copacabana é o mais popular e menos caro bairro desses todos. Apesar da fama de ser um “bairro de velhos” hoje em dia, Copacabana também tem a sua vida noturna por seus famosos calçadões e bares à beira da praia.

Enfim, os três bairros oferecem condições muito parecidas. Apesar do alto custo, é uma região que vale a pena, principalmente devido a sua facilidade em relação a transportes e sua localização estratégica, num dos principais pontos da cidade e próxima aos outros grandes pontos.

Botafogo e Flamengo

Botafogo e Flamengo são outros bairros da Zona Sul mas de nicho diferente. Ambos bairros abrigam um público de classe média alta, com custos um pouco mais baixos do que os bairros citados anteriormente. São bastante próximos dessa região mais conhecida do Rio e contam com uma boa rede de transporte público, que inclui boas frotas de ônibus e duas estações de metrô.

Sua paisagem é marcada pelo Pão de Açúcar e pela Baía da Guanabara. Justamente por isso, suas praias não são recomendáveis para banho, apenas para um passeio e uma corridinha, visto que a Baía é um tanto quanto poluída.

É uma região agradável, apesar disso, e não perde nenhum outro ponto que não esse em questões de lazer: possui shoppings e cinemas alternativos, além de vários eventos gastronômicos, musicais, artísticos que ocorrem por lá frequentemente.

Ambos são bairros mais jovens e abrigam algumas universidades, estando ali próximo duas universidades federais, o campus Praia Vermelha da UFRJ e a UNIRIO. Possuem também baladas e bares bem frequentados, sendo muito conhecido pelos universitários da região o “Baixo Bota”, sempre cheio aos fins de tarde.

Lagoa

Ainda dentro da lista de bairros da Zona Sul está a Lagoa Rodrigo de Freitas. É outro bairro de elite com uma vista bem disputada e conta com apartamentos bastante luxuosos.

O bairro é bastante agradável, não só pela paisagem, mas também pelo lazer garantido pelos passeios em torno da lagoa que o nomeia. Não só possui alguns bons restaurantes e divertimentos cercando-a, como é também muito prazeroso dar uma volta de bicicleta, quadriciclo ou mesmo uma corrida pela lagoa.

No entanto, a Lagoa não é própria para banho e o máximo que se pode conseguir dentro dela é um passeio de pedalinho.

Outra questão é o isolamento do bairro, não tão guarnecido por frotas diversas de ônibus e contando com uma única estação de metrô apenas de um lado do seu terreno, que é o lado que se conecta com Ipanema.

Barra da Tijuca

Saindo finalmente da Zona Sul, vamos agora para a emergente Barra da Tijuca, um bairro pertencente à Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Inspirada na cidade estadunidense de Miami, a Barra é marcada por suas grandes avenidas e shoppings de um lado e luxuosos apartamentos e belas praias do outro. É um bairro essencialmente de classe média alta e possui praias consideradas por muitos melhores que as mais famosas da Zona Sul

É um bairro grande e de difícil deslocamento caso você não possua um carro próprio. É guarnecido por frotas de ônibus comuns e de BRT e sua única estação de metrô se encontra apenas no Jardim Oceânico. Portanto, se você pretende morar num local em que se possa andar e se deslocar a pé de um lado para o outro, a Barra não é seu bairro ideal.

Entretanto, a Barra possui vários colégios de elite, dentre eles, alguns estrangeiros e lecionados em inglês. Outro ponto positivo do bairro é também o número crescente de grandes empresas multinacionais que vêm transferindo seus escritórios para a região.

Por fim, a Barra da Tijuca confere bom divertimento, principalmente para a região do Jardim Oceânico, onde se encontra a Olegário Maciel, uma rua recheada de bares e restaurantes temáticos. Além disso, nessa parte do bairro estão várias boates, garantindo uma farta vida noturna.

Já a movimentação noturna pela praia em si, comum pela Zona Sul, é escassa e pouco recomendável, devido aos índices de assalto.

Tijuca

Esse é um bairro mais popular, de classe média, bem próximo da zona central da cidade. A Tijuca, Grajaú e Vila Isabel são bairros agradáveis e bem movimentados. Seus bares são bem frequentados e contam com diversos eventos toda semana. Ambos são bem guarnecidos de frotas de ônibus, mas destes apenas a Tijuca possui linhas de metrô.

São uma boa opção para aluguéis mais baratos e ainda próximos do centro e de fácil deslocamento. No entanto, tal como a maior parte, senão toda a cidade, do Rio, são assolados pelo problema da violência e insegurança.

Por fim, essas são apenas algumas sugestões. Claramente, o post não abarca todos os bairros do Rio, mas focamos nos mais procurados por estrangeiros e não-cariocas, a fim de facilitar sua busca e identificação com o bairro que sediará seu novo lar!

Seja bem vindo ao Rio!

No Comments

Comente